Centro Especializado em Reabilitação Menina dos Olhos – CER IV

IMG_1888

Criado há 15 anos, o Centro Especializado em Reabilitação Menina dos Olhos – CER, da Fundação Altino Ventura – FAV, vem transformando vidas e mudando a realidade social dos pernambucanos de baixa renda com deficiências.

O CER nasceu do resultado de pesquisas realizadas pela FAV, nos anos 2000 e 2001, que apontaram dificuldades de acesso a serviços especializados em reabilitação para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Constatou-se a necessidade de criar no Estado uma infraestrutura com recursos humanos qualificados para assegurar os direitos sociais das pessoas com deficiências. Era necessário implantar um serviço com abordagem multiprofissional, atuando de forma interdisciplinar, unificando as quatro modalidades de deficiências: visual, auditiva, física e intelectual.

Em outubro de 2005, a FAV fundou o Centro Especializado em Reabilitação, que, inicialmente, funcionava em imóveis alugados e dependia exclusivamente de campanhas de captação de recursos e de parceiros com ações contínuas, como a ONG cristã alemã Christian Blind Mission (CBM) e a Secretaria de Saúde do Recife.

A partir de 2001, a Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco credenciou o serviço para atenção especializada em reabilitação visual e/ou múltipla para usuários do SUS. Em 2 de dezembro de 2013, esse serviço foi habilitado como CER II pelo Ministério da Saúde, passando a atender crianças e adultos portadores de deficiências visual e intelectual.

Em 14 de março de 2014, foi inaugurada a sede própria do serviço, graças ao apoio de parceiros internacionais, como a CBM, o Lions da Alemanha – MD 111, o Ministério do Desenvolvimento Econômico do governo Alemão, a rede de televisão alemã RTL, além de parceiros nacionais.

Em junho de 2015, o serviço foi habilitado pelo Ministério da Saúde como CER IV, para oferecer reabilitação nas áreas: visual, auditiva, física e intelectual.

Este serviço desenvolve ações integradas à atenção de reabilitação/ habilitação de pessoas com deficiências dentro de uma estrutura física planejada – tudo com base nos princípios do desenho universal e nos critérios técnicos da NBR N° 9.050/ABNT, de 2020. Atende às diretrizes do Projeto Viver sem Limites, do Ministério da Saúde, no que se refere à estrutura e modelo assistencial da Política Nacional da Pessoa com Deficiência. Além disso, possui uma equipe técnica especializada, composta de médicos (neurologistas, oftalmologistas, otorrinolaringologista, ortopedistas), terapeutas (psicólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicopedagogas, pedagogas, professora de Braille, psicóloga com enfoque sonoro musical), enfermeiros, assistentes sociais e tecnólogos. Dispõe ainda do apoio de profissionais da área administrativa e de voluntários.

Em 2020, o CER IV atendeu 4.353 pacientes com defi ciências, sendo 30,5% residentes no interior do estado de Pernambuco e de outros estados.